terça-feira, 2 de agosto de 2011

Ocorrências Policiais de Vitória/ES.

Bandidos são detidos com armas e drogas dentro de casas de moradores na Serra.


Uma ação policial terminou com cinco pessoas detidas, entre elas dois menores, e munição, armas, drogas, material para embalar entorpecentes, balança de precisão e eletroeletrônicos, no bairro Jardim Carapina, na Serra.

Ao todo, cinco viaturas, sendo três do Batalhão de Missões Especiais, foram ao local averiguar a denúncia de que criminosos estariam obrigando moradores a guardar materiais ilícitos.

Quando os policiais chegaram ao local veio a surpresa. Em uma das casas estavam várias pessoas que tentaram fugir no momento da ação. Alex Sena Nascimento, de 25 anos, era um dos suspeitos que estava dentro da residência. Wellington Souza Loureiro e Giovani Prates Borges ainda tentaram fugir, mas foram presos na rua.

Com os homens ainda foi encontrado um carregador portátil de munição. Um dos detidos já possuía três passagens por tráfico de drogas, porte ilegal de arma e receptação de produtos roubados.

Em imagens cedidas pela polícia é possível ver o exato momento em que os militares chegam a uma das casas usadas pelos traficantes.

No local foram encontradas duas grandes pedras de crack. Já em outra residência os policiais encontraram espingardas. O material para embalar drogas deixado na fuga aponta a prática criminosa. Para a polícia, os cinco homens são suspeitos de participarem de homícidios em Jardim Carapina.


Jovem de 17 anos é assassinado de forma brutal em rodovia da Serra.

Um jovem foi brutalmente assassinado com cinco tiros no meio de uma plantação de eucalipto, em um local isolado na Rodovia Audifax Barcelos, que liga Serra Sede a Jacaraípe. José Henrique Ferreira, de 17 anos, foi encontrado com a boca amordaçada e as mãos amarradas com um fio.

Ele morava no bairro Mata da Serra com a mãe e o padrasto, mas há 15 dias teria ido passar um tempo na casa da tia, em Vila Nova de Colares. Na madrugada de segunda–feira (01) ele teria sido tirado da residência por quatro homens armados e encapuzados que se apresentaram como policiais civis. 

"Estava todo mundo dormindo, quando a porta da residência foi arrombada, pessoas estranhas que estavam com toca ninja entraram, se dizendo policiais, determinando que eles entregassem dorgas, armas e dinheiro que estivesse escondido na residência. Só assim eles seriam liberados. Foi um bom tempo que eles passaram ali sendo torturados, para que dessem conta de drogas, armas, munições, dinheiro", contou o cabo Ferreira.

A noite de horror começou por volta das 2h da madrugada, quando quatro homens armados e encapuzados invadiram a casa da tia da vítima, onde estavam cerca de cinco pessoas, entre elas uma criança de cinco anos de idade.

Os supostos policiais estavam a procura de drogas e armas, e como não encontraram começaram a torturar a família.
A tia de José Henrique teve que ficar nua e foi ferida com choques elétricos, como revela o cabo Ferreira. "Colocaram ela nua sob uma cama molhada e ela foi torturada com choques elétricos", disse.

A partir da madrugada de horror a família começou uma busca pelo município a procura de José Henrique. Foram eles que encontraram o corpo do jovem no meio dos eucaliptos, quase 24h depois. O rapaz estaria voltando para a escola depois de um período afastado das salas de aula. Ele já estava com um emprego garantido e começaria a trabalhar ainda esta semana.


Curandeiro peruano é preso com 180 crânios humanos.


A polícia peruana apreendeu nesta segunda-feira (1º) 180 crânios humanos que estavam em poder de um curandeiro que foi detido no centro de Lima.

A Polícia Nacional informou que as caveiras serviam para sessões de espiritismo e magia e eram comercializadas pelo curandeiro, Augusto Cisneros Quispecondori, de 31 anos de idade.

Quispecondori foi detido, e a polícia informou que investiga a procedência dos crânios.
A polícia também informou que confiscou produtos "sem licença sanitária" para sua venda, como pós supostamente mágicos que eram comercializados pelo curandeiro.
No local onde se encontraram os crânios havia um altar no qual eram realizados estranhos rituais, segundo a polícia.



 fonte: Folha de Vitória

Nenhum comentário:

Postar um comentário