quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Golpe do Sequestro Relâmpago.

O golpe do seqüestro relâmpago aplicado por telefone, esta cada vez mais comum em várias cidades. 

Na tarde desta quarta-feira 24/08, fui surpreendido por uma ligação restrita, onde uma moça gritava no momento que atendi.

Ao ouvir a voz da moça tive a nítida impressão de ser a minha filha de 17 anos, mas respirei fundo e ai comecei a ganhar tempo com o Meliante, segue a transcrição da conversa...

Eu: Alo?
Moça: Papai, papai, socorro fui assaltada!
Eu: Raquel? Onde você esta? Filha me responde!

Ai entra na linha uma voz masculina colocando o maior terror.

Vagabundo: Aqui, estou com a tua filha Raquel, ela esta no carro comigo e mais três parceiros, não desligue o telefone, não chame a policia, se chamar mato ela entendeu? Está com dinheiro ai? Preciso de 1000,00 agora em cartões de celular, tem padaria ai perto?

Eu: tem sim
Vagabundo: então sai dai agora e vai ate lá e compre tudo que eu te pedir de cartões de celular, mas sem desligar o telefone, caso desligue só vai achar o corpo dela em pedaços no matagal.

Como não sou bobo inventei uma historia que eu trabalho em um local ruim de sinal para celular e que se eu saísse dali o sinal iria cair, peguei ele, sai abri uma porta e desliguei o celular.

Neste momento faço sinal para uma amiga que liga para minha filha e estava tudo ok com ela, mas decidi levar a historia adiante.

Vagabundo: koé mermão, esta ***** se desligar outra vez mato ela ouviu?
Eu: Ouvi sim é que caiu como te falei, mas já estou aqui na rua correndo para a padaria.
Vagabundo: vá devagar senhor não precisa correr chegue lá sem demonstrar nada, peça os cartões e diga que é para seu filho.
Eu: eu estou muito nervoso tenho válvula no coração estou passando mal acho que vou desmaiar.

Neste momento passo o celular para uma colega de trabalho, que começa a falar com o meliante.

Colega: Alo? Olha um senhor que estava com este celular e ao entrar aqui na padaria muito nervoso desmaiou.
Vagabundo: Ele é meu pai, tente acordá-lo de água a ele.

Ai eu pego o telefone e digo para o vagabundo

A casa caiu, golpe descoberto, ele desliga na hora, é bom estarmos atentos, pois na hora da ligação o meu psicológico me levou a imaginar que seria realmente minha filha, e depois de atender e falar o nome dela, ficou ainda mais fácil para o bandido, mas não consegui enganá-lo sozinho, se no momento que eu recebi a ligação não tivesse o apoio da colega poderia ter caído na conversa de mais um falso seqüestro.

As pessoas devem ter todo cuidado e cautela, quando receber este tipo de ligação, nunca falar nome de parentes e familiares.

Tente não entrar em desespero, pois é nessa hora que os vagabundos, trabalham o seu emocional, tentando de todas as formas, intimidar, ameaçar e falar que vão matar a pessoa sequestrada se você não fizer o que eles mandarem.

Eles sempre utilizam outras pessoas para se passar por alguém de sua família.

Nessa hora você tem que ficar calmo, sei que é dificil, mais procure ficar calmo, e entre no jogo dele, tente ligar para a pessoa que ele diz estar com ele, e você vai descobrir, que seria mais uma das milhares de vítimas dos golpes do telefone celular, realizados por bandidos que estão cumprindo penas nasd unidades prisionais do nosso país.


Por: Célio Marins/Redação

Um comentário: