sábado, 4 de junho de 2011

Liberdade de Expressão!



Cenas bastantes desagradáveis, foram divulgadas por diversos meios de comunicação nacional e internacional, envolvendo bombeiros e policiais militares, no quartel central dos bombeiros no Rio de Janeiro no início deste sábado dia 04/06, onde vimos Bombeiros sendo tratados como bandidos, por lutarem por melhorias de salários.

O que vimos nas imagens das emissoras de televisão foram realmente cenas constrangedoras de unidades militares, que prestam grandes serviços a população, praticamente se estranhando e quase caindo em luta corporal.

Será que o militar só tem deveres? Cadê os direitos do cidadão garantidos pela “Constituição Federal”. Senão respeitam as leis, então para que criá-las.

Foi realmente cenas que jamais gostaríamos de exportar do nosso estado para o mundo, bombeiros de um lado lutando por seus direitos, e do outro defendendo o governo do estado, policiais militares, que passam pela mesma situação dos bombeiros! Sofrendo também com a desvalorização de seus salários, tendo que confrontar com os colegas de fardas, para fazer valer a ordem.

É lamentável para nós que temos que mostrar a realidade dos fatos, ver essas duas forças de seguranças, praticamente se duelarem, colocando até mesmo, vidas em riscos.

Por que uma simples luta por direitos assegurados por lei, se tornou um verdadeiro ringue? Os militares não podem lutar pelos seus direitos? Por que qualquer reivindicação dos militares logo se transforma em prisões, abertura de inquéritos disciplinares, e às vezes até expulsão.

O que mais nos deixa triste, é que por detrás destes militares, existem mulheres e crianças, que dependem dos salários dos mesmos, para os seus sustentos, que assistiam de suas casas ou mesmo no local, estavam presente na luta ao lado de seus filhos, esposos e parentes.

Aquelas cenas constrangedoras, onde chefes de famílias lutavam por seus direitos, serem covardemente agredidos com sprays de pimenta, e serem tratados como se fossem bandidos, nos deixa bastante triste, em ver esses dois grupos de forças auxiliares, ter que chegar a esse ponto.

E agora governador, qual vai ser a resposta para todos, que assistiram aquelas cenas de violências das duas forças auxiliares que fazem parte desse governo, que foi assistida pelo mundo inteiro.

Foi muito constrangedor e triste, ver os bombeiros no pátio do seu quartel general , ajoelhados e com as mãos na cabeça, parecendo um dia de revista numa unidade prisional, somente pelo fato de lutarem por um aumento digno nos seus salários, e o fim das gratificações, e mesmo assim, eles cantaram em voz alta, o hino do bombeiro militar, mostrando para todos, que mesmo sendo tratados injustamente, eles mostram amor ao seu trabalho.

Que os nossos parlamentares, após assistirem todas as cenas no conforto de seus lares, revejam essa situação com mais carinho, e voltem a colocar em pauta a aprovação da PEC 300, que vai dar mais dignidade aos militares do Rio de Janeiro, que mesmo sendo massacrados por essas injustiças sociais, ainda lutam com sacrifícios para garantir a segurança de todos, até mesmo daqueles que os ignoram, e que nada fazem para ajudá-los a vencer toda essa injustiça.

Quem sabe um dia, algum parlamentar, sério, humano, comprará esta briga, para simplesmente fazer valer, os direitos dos cidadãos brasileiros, garantidos pela Constituição Federal.


Rone Pereira.

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir