sábado, 18 de junho de 2011

Família Procura Corpo de Adolescente Que Caiu No Rio Paraíba em Campos.

Foto Blog Arquivo.
Um adolescentes de 15 anos caiu no Rio Paraíba no início da tarde deste sábado (18/06).

De acordo com a mãe do adolescente, Cláudia Márcia Ribeiro, o rapaz tinha saído de manhã para andar de bicicleta e soltar pipa próximo a Ponte João Barcelos Martins, na altura do bairro Jardim Carioca, em Guarus.

“Ele estava com uns colegas, mas ninguém sabe como ele caiu no rio, estão procurando meu filho, mas até agora nada”, disse.

Equipes de mergulhadores do Corpo de Bombeiros fizeram buscas no local procurando o corpo do rapaz, mas pelo horário as buscas já foram encerradas. Na manhã deste domingo (19/06) ele retornarão ao local para procurar o corpo do adolescente.

Um comentário:

  1. o adolescente clayton era vítima de maus tratos por parte da mãe Cláudia Márcia e da irmã mais velha Juliana e elas falam mentiras, pois ele estava na rua pq ela ñ dava comida e ñ deixava ele dormir dentro da casa. O pai é morto, ela recebe as pensões das criancas (c/ o clayton seriam 04 menores)ela ñ deixava ele ir á escola e queimou o uniforme dele. Todos os vizinhos sabem do sofrimento dessas crianças. Existe denúncia junto ao conselho tutelar feita pelo próprio irmão q é maior de idade e os colegas do Clayton denunciaram para a professora na escola. Basta ouvir o relato dos colegas do Clayton para saber o terror vivido por ele dentro de casa, pois ele tinha q fazer o serviço doméstico, cuidar dos 02 filhos de sua irmã mais velha Juliana, cuidar de mais 03 irmãos menores e ainda chorava todos os dias reclamando que estava com fome. Todos os vizinhos e familiares sabem disso, mas as denúncias não foram o suficiente para evitar um mal maior. É verdade q ele entrou no rio para pegar uma pipa, mas momentos antes havia falado com um dos colegas q estavav com fome. A mãe ñ dava roupa para vestir, ele passava fome, frio e todo o tipo de privações. Ela não procurou por ele no corpo de bombeiros e em lugar algum, simplesmente não se importa. Espero q a morte desse menino não seja em vão e q sirva para evitar q os outros menores q estão com essa devoradora de vidas acabe com os outros menores. Ele morava na avenida professora carmem carneiro nº 368 jardim carioca.

    ResponderExcluir