terça-feira, 14 de junho de 2011

Justiça do Rio decreta prisão do ex-jogador Edmundo


Foto Edmundo - Divulgação.

Processo é o mesmo em que o ex-atleta foi condenado pelas mortes de três jovens em um acidente na Lagoa, em 1995.

A Vara de Execuções Penais (VEP) do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decretou na última segunda-feira (13) a prisão do ex-jogador Edmundo no processo em que ele já tinha sido condenado em 1999 a quatro anos e seis meses de prisão pelas mortes de três jovens em um acidente na Lagoa, na zona sul, em dezembro de 1995.

Na época do acidente, Edmundo atuava pelo Flamengo. Ele foi condenado pelas mortes de Joana Maria Martins Couto, que estava no carro dirigido pelo então jogador e de Alessandra Cristini Pericier Perrota e Carlos Frederico Brites Tinoco Pontes, que estavam no outro veículo envolvido no acidente.


Foto do carro de Edmundo depois do acidente.

O ex-jogador também foi condenado pelas lesões corporais provocadas em Roberta Rodrigues de Barros, Débora Ferreira da Silva e Natasha Marinho Ketzer.

Por conta desta condenação, Edmundo só ficou preso dois dias, mas acabou solto após um habeas corpus.

O juiz - titular da VEP, Carlos Eduardo Figueiredo, disse que negou o pedido feito pelos advogados de Edmundo de prescrever a pena porque ainda não se esgotou o prazo exigido pela lei. Segundo o magistrado, o ex-jogador terá que cumprir a punição inicialmente em regime semi-aberro que consiste em poder circular livremente por uma unidade prisional durante o dia e ficar trancado à noite.

Carlos Eduardo afirmou ainda que Edmundo possa recorrer da decisão da VEP. O iG ainda não conseguiu localizar os advogados do ex-jogador, que se destacou no Palmeiras e no Vasco, além de ter atuado também pelo Corinthians, Santos, Fluminense, Cruzeiro, Figueirense e Fiorentina (Itália), entre outros clubes. Atualmente, o ex-atleta é comentarista esportivo.


fonte: ig.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário