sábado, 9 de julho de 2011

Uma adolescente foi morta a tiros em Linhares. Dois homens também foram assassinados em Colatina e Baixo Guandu, no Noroeste.

A noite de sexta (8) para sábado (9) foi marcada por três homicídios em municípios do Norte e Noroeste do Estado. Uma adolescente e dois homens foram as vítimas nas cidades de Linhares, Colatina e Baixo Guandu. A polícia investiga os crimes. Qualquer informação que leve aos assassinos pode ser passada pelo telefone 181.

Colatina

Roberto Mendes da Silva, 35, foi morto com um tiro no peito, por volta das 2h deste sábado (9), no bairro São Silvano, em Colatina. Segundo a Polícia Militar (PM), o homem estava em frente a uma casa de shows quando foi atingido. Ele chegou a ser encaminhado ao pronto-socorro, mas não resistiu ao ferimento de bala e morreu. Um suspeito do crime foi preso. Conforme os policiais, a vítima já tinha sido denunciada por ameaça.

Baixo Guandu

Um homem foi morto a tiros, por volta da 1h deste sábado (9), na rua Padre Aristides Tassiano, no bairro Vila Kennedy, em Baixo Guandu. Segundo a  PM, Adair de Paulo Gomes da Silva, 29, foi atingido por três disparos, efetuados por dois homens que estavam em uma moto. Os policiais ainda não têm suspeitos do crime, mas adiantam que a vítima tinha passagens pela polícia por roubo e uso de drogas.

Linhares

Uma jovem foi assassinada com três tiros, por volta das 22h desta sexta-feira (8), em uma praça do bairro Aviso, em Linhares. Segundo a PM, Raiane da Silva Oliveira, 18, chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no  hospital.

Segundo a PM, Raiane estava na praça quando dois homens chegaram em uma moto e atiraram três vezes contra ela. Dois tiros atingiram o ombro da adolescente e um, acertou o pescoço dela. Conforme os bombeiros, ela foi socorrida e encaminhada ao Hospital Rio Doce. De acordo com a PM, ela morreu durante uma cirurgia.

Segundo a PM, antes de perder a consciência, Raiane contou ter sofrido ameaças de morte do ex-namorado. O corpo da jovem foi encaminhado ao Serviço Médico Legal (SML), onde aguarda o reconhecimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário