segunda-feira, 9 de maio de 2011

Policiais Civis Cumprem Mandados de Busca, Apreensão e de Prisão Preventiva no Bairro da Penha em Campos.

Policiais da 134ª Dp/Centro cumpriram na manhã deste domingo 08/05, no bairro da Penha em Campos, dois mandados de busca, apreensão e de prisão preventiva. Os mandados foram expedidos segundo o Delegado Titular da 134ª Dp, Dr. Rodrigo Maia, com relação ao assassinato de Marcelo de Sousa de 41 anos, que foi morto a tiros na saída de um forró na localidade de Cambaíba, crime esse que ocorreu no dia 02/05, na Rua Airton Sena, que teve mais duas vítimas que foram baleadas, e prestaram depoimentos na delegacia, informando que os tiros foram dados por quatro elementos num veículo Gol de cor preta.

Os quatro elementos foram descritos pelas vítimas, o que veio a facilitar o trabalho das investigações, que chegou a dois dos envolvidos no homicídio de Marcelo, e nas duas tentativas, somente um deles, foi localizado em sua casa na Rua Nossa Senhora da Penha.

O trabalho para elucidar este crime, se deu devido à agilidade dos policiais da 134ª Dp, e com as informações das duas vítimas da tentativa de homicídio. A causa do crime foi descoberta, já que tudo aconteceu por conta de comando de boca de fumo no bairro da Penha.

2 comentários:

  1. Como a polícia foi eficiente nesse caso,na manha do dia 11 de abril de 2008, houve um assassinato no final da 28 de março e foi o mesmo Marcelo que atirou e matou a vitima, houve uma denuncia anônima, dando todas as característica do autor e do seu endereço,porém a policia nem o chamou para depor.
    Mas, na morte desse assassino a nossa policia foi muito eficiente!!!

    ResponderExcluir
  2. Rone, vc vai moderar o meu comentario, vc ja teve um irmao assassinado dentro da delegacia e a morte do vilmar ficou por isso mesmo.Essa postagem foi uma indignação, pois é claro que os assassinos do marcelo tem que serem investigados e presos, mas a minha revolta é que no assassinato desse homem, que era um grande amigo meu, não houve investigação.Eu acho que todos os homicidios tem que ser investigados igualitariamente.

    ResponderExcluir