quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Corregedoria vai fiscalizar PMs de serviço nas ruas.

Corregedor Waldyr Soares - Foto Agência O Dia.
O corregedor da PM, coronel Waldyr Soares, disse nesta quinta-feira pela manhã que policiais militares de serviço nas ruas serão fiscalizados pela corregedoria. De acordo ele, a medida tem como objetivo evitar possíveis desvios de conduta. Os militares já contam com fiscalização dos batalhões, mas segundo Soares, as vistorias da corregedoria serão itinerantes.

"Faremos a supervisão da supervisão para fiscalizar possíveis desvios de conduta",disse o coronel Soares, que revelou ainda que as batalhões policiais também serão alvo de fiscalizações.


Viaturas Novas da PM

A declaração foi dada durante entrega de 200 viaturas da Polícia Militar equipadas com computadores de bordo com acesso à internet com chips 3G. Participaram do evento o governador Sérgio Cabral, o comandante-geral da PM Erir Costa Filho e o secretário de Segurança José Mariano Beltrame, entre outros.

Os equipamentos possuem tela tátil, teclado e permitirão aos policiais receberem informações das ocorrências com a localização georeferenciada e o posicionamento de outras viaturas.

Além dessa novidade, já está em fase de licitação na Secretaria de Segurança a compra do primeiro lote de 4 mil câmeras que serão instaladas nas viaturas para registrar todo o trabalho dos policiais. Cada carro possuirá duas câmeras.

Câmeras serão instaladas nas viaturas para registrar trabalho dos PMs | Foto: Divulgação

Os carros serão distribuídos pelo 2º Batalhão (Botafogo), 5º Batalhão (Centro), 19º Batalhão (Copacabana), 23º Batalhão (Leblon), 39º Batalhão (Belford Roxo), Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas e Corregedoria Interna.


Corregedor promete agir com rigor.


O novo corregedor da Polícia Militar, coronel Waldyr Soares Filho, confirmado na última segunda-feira no cargo, prometeu fazer valer a lei para todos os policiais presos na Unidade Prisional da PM (antigo BEP).

Com pelo menos cinco anos de experiência na área jurídica e correcional, o oficial disse que fará valer a Lei de Execuções Penais.

“O policial que descumprir a lei será responsabilizado. O que não é tolerado pela Lei de Execuções Penais não será permitido”, prometeu.

Além de combater irregularidades e desvios de conduta na unidade que vem sendo alvo de denúncias nas últimas semanas, o novo corregedor também terá pela frente a difícil tarefa de diminuir os abusos em registros de auto de resistência na PM.

Sobre o assunto, o coronel afirma que cada caso será analisado também dentro do que a lei prevê para este tipo de registro. “O auto de resistência é legitimado pela lei. O que vamos combater é a deturpação dos autos. O uso errado é que é reprovável”, afirmou o coronel.

Com 47 anos e 26 de corporação, a última unidade comandada pelo coronel foi o Batalhão de Choque (BPChoque).

É bacharel em Direito, formação que o gabaritou para o posto de assessor jurídico do gabinete do ex-comandante-geral Mário Sérgio Duarte. Nos quatro anos anteriores, Waldyr trabalhou como assistente jurídico da Corregedoria Geral Unificada (CGU).

De acordo com a assessoria de imprensa, a nomeação de Waldyr será publicada nesta terça-feira no Boletim Interno da PM.

Novo comandante do CPA de Niterói e São Gonçalo vem de Volta Redonda.

Foi anunciada nesta segunda-feira também a nomeação do coronel Maurício Moraes para ficar à frente do 4º Comando de Policiamento de Área (CPA - Niterói e São Gonçalo). Ele comandava o 5º CPA (Sul Fluminense).

As mudanças de comando ocorreram na PM após a prisão do ex-comandante do 7º BPM (São Gonçalo) Cláudio Luiz Silva de Oliveira, acusado de mandar matar a juíza Patrícia Acioli.

Ela foi executada com 21 tiros em agosto, na porta de casa, em Niterói.

Ex-comandante-geral da PM, Mário Sérgio Duarte, que indicou Cláudio para o posto, pediu exoneração. Assumiu o coronel Erir Ribeiro Costa Filho.


Fonte: O Dia

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário