segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012




Como uma pessoa da comunicação, estou bastante preocupado com os acontecimentos em todo o estado do Rio de Janeiro.

Acho que já é de conhecimentos de todos, a represália sofrida pelos militares que participaram das manifestações, pela Dignidade e Valorização Salarial, que aconteceu na última quinta-feira dia 09 na Cinelândia, que culminou com o anúncio da greve.

Hoje centenas de militares, começaram á ser transferidos de suas unidades policiais para batalhões na capital.

Será que isso é verdade mesmo?
Isso é represália aos militares por lutarem pelos seus direitos?
Esse é o País da Democracia ou da Ditadura Militar?

Cadê os Direitos Humanos, que ainda não se posicionou nas prisões dos militares, ue deveriam está nas prisões d suas unidades, e que foram levados e estão sendo tratados como bandidos, num presídio que foi criado especificamente para bandidos de alta periculosidade?

Será que as prisões militares foram extintas?

Não da para entender todo esse desmando. E o engraçado, que são imputados os deveres destes cidadãos da segurança pública, que tem que ser cumpridos á risca, e por que não lhes dão o direito de lutarem pelos seus direitos que são garantidos por lei?

È lamentável ter que ver tudo isso, falar, e não ter respaldo dos companheiros da imprensa, que não estão nem aí para o que poderá acontecer.

A imprensa teria que ser a primeira a alertar os governantes, para toda essa situação, que pode ou não deflagrar uma nova paralisação geral.

Ninguém está se manifestando, prevendo o caos que pode ou não acontecer aqui no Rio de Janeiro.

Todo mundo se preocupando com o carnaval, com os milhares de turistas que estão chegando ao Rio, mais ninguém está preocupado com a situação dos militares que estão presos e sendo tratados como bandidos.

E pensar que toda população depende dos militares para sua segurança, os políticos dependem dos militares para sua segurança e de sua família, todos dependem dos militares para terem seus direitos de ir vir assegurados, como manda a nossa Constituição, mais até o momento, ninguém se pronuncia em tentar resolver a situação dos militares com o governo do estado.

Ainda dizem que isso é democracia, se isso é Democracia imaginem a Ditadura!

Só Deus para olhar pelos militares e suas famílias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário