sexta-feira, 18 de maio de 2012

Bingo clandestino estourado em Campos.


Foto: Ururau
Dez máquinas caça-níqueis e R$454 em espécie foram apreendidos por policiais militares, na tarde desta sexta-feira (18/05), em Campos. Oito das máquinas estavam numa casa, onde funcionava um bingo clandestino, situada na Rua Siqueira Campos nº 52, no Centro e as outras duas foram apreendidas num estabelecimento comercial, na Rua Leopoldina Maria nº 188, na Nova Goytacazes.

Após uma investigação do serviço reservado da Polícia Militar, os PMs foram até os locais e na abordagem à residência do centro encontraram  duas pessoas jogando e uma administrando os jogos. Cinco das máquinas que estavam em um quarto funcionavam normalmente, as outras três que foram encontradas em cima da pia da cozinha, estavam em manutenção.


De acordo com a Polícia,  o local era alugado e a proprietária, confirmou ter locado o imóvel, mas alegou não saber que era usada para esse tipo de serviço. Em revista, os policiais acharam no bolso de um dos envolvidos R$215 em dinheiro e R$239 também em dinheiro no bolso de outra pessoa. Já em Nova Goytacazes, em um abatedouro de frango duas máquinas foram apreendidas.

Todos material e os envolvidos foram encaminhados para 134º Delegacia Legal, no Centro, onde o caso foi registrado.

Essas apreensões fazem parte da mega operação deflagrada em todo o Estado sob o comando do Chefe Maior de Estado da Polícia Militar, Coronel Pinheiro Neto. Só em Campos, nesta sexta-feira até ás 12h foram fechados 10 pontos que faziam o jogo do bicho.

De acordo com o comandante do 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM), de Campos, Tenente Coronel Lúcio Flávio Baracho, a operação é exclusivamente focada em reprimir qualquer tipo de contraversão penal, crimes de menor potencial ofensivo como jogo de bicho, pirataria, máquinas caça-níqueis. Em Campos cerca de 100 policiais participaram da ação que acontece em vários pontos da cidade.

A operação começou na última quarta-feira (16/05), onde a polícia apreendeu uma grande quantidade de munições e armas de uso exclusivo das forças armadas, rádios transmissores, além de cocaína, maconha, crack e material para embalar droga, no conjunto habitacional da “Portelinha”, no Matadouro.

 Fonte: Ururau

Nenhum comentário:

Postar um comentário